skip to Main Content

Nasceu na Nazaré num sítio alto com vista para o mar. Tirou o curso de Psicologia Clínica, mas começou a gostar demasiado de desenhar. Dedicou-se então à ilustração, pintura e outras artes. Tem um blogue chamado Maria Macaréu onde partilha o seu amor pela BD, rock 'n' roll e o mar.

É o pseudónimo de alguém nascido no Porto em 1982. Poeta e captador de imagens ocasional.

As suas obras refletem a busca incessante da relação naturopolifónica entre o microscópico e o cósmico, a unidade e o indistintamente ruidoso. As suas narrativas desenvolvem-se entre a biografia ficcionada, especulações sociais e formas de conhecer. Os resultados são apresentados na forma de textos, vídeos, fotografias, desenhos, instalações e performances audiovisuais ao vivo.

Nasceu em 1979. É licenciado em Pintura e em Psicologia e mestre em Artes Visuais e em Psicologia do Trabalho e das Organizações. Publicou cinco livros de poesia, sendo o mais recente “A Axila de Egon Schiele” (Porto Editora, 2020).

É doutoranda contratada na Universidade de Vigo com uma bolsa do Ministério de Educação Espanhol e está a realizar uma tese sobre a poesia do quotidiano na literatura galega e portuguesa contemporâneas. Entre as suas áreas de investigação estão a poesia galega e portuguesa atuais, os trabalhos intermediais e os estudos comparatistas.

(1983-2019) foi poeta e pintora de tondos Luso-canadiana. Nasceu em Toronto, em 1983, e viveu entre o Porto e os Açores. Foi grande amiga do poeta maldito Vítor Teves (n. 1983), que prepara a primeira recolha dos seus poemas sob o título "Liliputiana".

É investigador júnior do Instituto de Literatura Comparada (U. Porto). É doutorado em Materialidades da Literatura (U. Coimbra) e coeditor do Arquivo Digital da PO.EX (U. Fernando Pessoa). [hackingthetext.net]

Vive em Boston, onde é professora no Massachusetts College of Art and Design. Tem obra gráfica em várias coleções, incluindo no Museu de Belas Artes de Boston, e em 2020 foi bolseira do Conselho Cultural de Boston. Recentemente expôs no Danforth Museum, MA, e na Washington Art Association, CT.

Vive e trabalha em Lisboa. Enquanto artista plástica desenvolve quotidianamente a prática do desenho, a escrita e a edição de vídeo. Integra a editora sr teste.

nasceu em Lisboa, em 1975. Publicou Estufa (2015), Tártaro (2016) e Filha Febril (2017) pela editora Douda Correria e Oxigénio (2022) pela Flan de Tal.
Participou, entre outras, em edições da Enfermaria 6, Diversos Afins (Brasil), Flanzine, Cidade Nua, Revista Gerador, Luvina - Revista Literaria de la Universidad de Guadalajara (México) e Suroeste, Revista de Literaturas Ibéricas.

Fotógrafa profissional entre 2008 e 2010, tirou o curso no Instituto Português de Fotografia em Lisboa nos anos de 2006 a 2008. Estagiou na Revista Visão e no Jornal Público onde ganhou o gosto pelo fotojornalismo e trabalhou numa agência fotográfica. Atualmente, fotografa apenas por paixão.

Doutorada em Arte Contemporânea pela Universidade de Coimbra. Mestre em Estética pela Universidade Nova de Lisboa. Formada em Artes Plásticas e Desenho pelo Ar.Co. A sua investigação filosófica, bem como a sua prática enquanto artista, contempla a relação entre fazer e pensar, em directo diálogo com o desenho.

É licenciado em Estudos Portugueses e Lusófonos e mestre em Português Língua Segunda/Língua Estrangeira, pela Universidade do Porto. Atualmente, entre outras atividades, ensina português no Camões - Centro Cultural Português em Vigo, na Espanha. Nos tempos livres corta e cola coisas avulsas.

É doutorado em Teoria da Literatura. No âmbito do seu pós-doutoramento, integrou o projecto “Rastro, Margem, Clarão”, da associação Terceira Pessoa, explorando a escrita de Rui Nunes. Em 2020, publicou o livro “Na imprecisa visão do vento” (com Susana Paiva) e uma antologia poética de Raul de Carvalho.

É investigadora no Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa. Publicou dois livros de poemas: Cisco (2014, Mariposa Azual) e Animais de Sangue Frio (2017, Língua Morta). Tem publicado em diversas revistas literárias.

Publicou 37 livros de poesia, performance poética e antologias internacionais de poesia visual em diversos países. Desde 1983 apresentou mais de 240 intervenções e performances em 120 Festivais internacionais, e em Museus, Centros Culturais e Galerias de Arte de 26 países. É autor do “Soneto Ecológico”, uma obra de poesia ambiental constituída por 70 árvores, em Matosinhos.

Doutorando em Estudos Literários, Culturais e Interartísticos pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Desenvolve tese sobre Herberto Helder. Roteirista de cinema e televisão. Já não acompanha o futebol como um dia.

É natural do Porto, formada em Literaturas com mestrado em Cinema Documental. Foi na Argentina que teve o seu primeiro contacto com o audiovisual, trabalhando como assistente de fotografia e de realização. Já em Portugal dedica-se ao vídeo e à fotografia, trabalhando com marcas nacionais e realizando diversos videoclips.

Após uma década a publicar na plataforma experimental Troll Thread, da qual é coeditora, Holly Melgard lançou recentemente o seu primeiro livro na editora Roof Books, intitulado Fetal Position (2021). É doutorada em Poéticas pela SUNY Buffalo e professora de escrita na Universidade de Nova Iorque. Atualmente, vive em Brooklyn, onde se dedica ao design de livros.

É doutoranda em Estudos Literários, Culturais e Interartísticos na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Com uma bolsa atribuída pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), encontra-se a desenvolver uma tese em torno das obras de Salette Tavares e António Aragão. É investigadora do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa (Porto) e membro da equipa editorial da Revista Interartes SKHEMA.

Nasceu em 1995. Formou-se em Física e deixou pelo caminho um mestrado em matemática. Foi seleccionada para o projecto europeu Every Story Matters, onde desenvolve histórias inclusivas. Move-se entre ciência e arte, autor e leitor, imagem e palavra, tentando romper algumas fronteiras. Faz muitas perguntas mas de vez em quando pára para desenhar.

Tem participado em exposições individuais e colectivas, em Portugal e no estrangeiro. Está representada em colecções nacionais como a Fundação EDP, Fundação D. Luís I, MGFR (Fernando Ribeiro), Safira e Luís Serpa, Centro Português de Serigrafia; e em colecções internacionais como Yolande De Bontridder, Galila Barzilaï-Hollander, Jean-Marie Stroobants, entre outras. Lecciona na ESAD.CR desde 2003.

Licenciada em Design Moda e Têxtil, gosta de criar histórias, procurando incessantemente o belo. Gosta de olhar para o céu e o seu pensamento vive longe. Com a idade, descobre que cada vez mais gosta de animais.

É um investigador doutorado cujo trabalho incide sobre questões de representação e figuração, ontologia e fenomenologia das imagens. Publicou diversos livros, dos quais o último é Espectros do Cinema: Manoel de Oliveira e João Pedro Rodrigues (Documenta, 2020).

Nasceu em Lisboa, cidade onde reside. É jurista de profissão. Nas horas vagas, de vez em quando, dedica-se à escrita e à música. Editou um livro de contos ("Histórias Amorais, para crianças e animais") e prepara-se para lançar um EP baseado na personagem “The Lone Ranger”.

Licenciada em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema e com um Master in Acting pela Guildford School of Acting, integrou desde 2012 projetos de teatro e cinema como atriz e co-criadora. Atualmente desenvolve a sua primeira criação a partir da obra 4.48 Psicose de Sarah Kane.

Fotógrafa e realizadora, estudou Cinema e fez Mestrado em Filosofia, Estética, desenvolvendo ainda investigação em Fotografia. Filmou em festivais de cinema internacionais, integrou a exposição do MNAC em 2015 e o seu filme "Maria Lucília Moita" encontra-se patente no MIAA, Abrantes. Retratou as cabines de projeção de cinema de Lisboa em 2017 e tem fotografia publicada em edições como “A Torção dos Sentidos” (Documenta, 2020).

Entre 1991 e 1997, fez parte do Coletivo de Teatro O Grupo, em Almada. Trabalhou em várias produções do coletivo Olho, no Espaço Ginjal. Colaborou com o Teatro O Bando entre 1996 e 2016. Fundou a Útero Associação Cultural em 1997 onde desenvolve o seu trabalho artístico autoral. A sua mais recente criação intitula-se Hamlet, L’Ange du Bizarre.

Licenciado em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, desenvolve o seu trabalho de criação artística de forma profissional desde 2009, sendo co-diretor artístico da Terceira Pessoa (https://terceirapessoa.pt). Iniciou a sua relação com a fotografia em 2014, atividade que tem praticado e aprofundado de forma autodidata.

Autor de obras de ficção, teatro, poesia, ensaio e outros géneros. É Professor de Literatura Portuguesa na Universidade do Porto e Investigador do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa.

É poeta (publicou 10 livros de poesia), tradutor (traduziu cerca de 50 poetas para português), crítico literário (escreve recensões e acaba de organizar uma antologia de novas vozes na poesia portuguesa) e colagista (expôs as suas colagens diversas vezes). Doutorado em Literatura Portuguesa (2010).

Nasceu em Coimbra, Junho de 1978. Publicou livros de poemas e livros-objecto em pequenas editoras ou edições de autor. Dedica-se também à colagem. Vive em Køge, Dinamarca.

É doutoranda em Belas-Artes (Pintura) com a investigação Pintar o tempo: a experiência do limite, com uma co-orientação em Musicologia. É investigadora no CIEBA e no CESEM. Mantém uma prática artística regular nas artes visuais e na música.

Nasceu na cidade do Porto em 1985. Em 2010 concluiu o mestrado em Literatura Portuguesa na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Em 2017, na mesma instituição, defendeu a sua tese de doutoramento. Procura desenvolver trabalho teórico e artístico que promova o diálogo entre literatura, som e cinema.

Licenciada em Línguas e Literaturas Clássicas pela FLUL e doutorada em Estudos Visuais e de Género pela Universidade de Utrecht com uma tese sobre a obra da pintora Paula Rego. Leitora do Instituto Camões na Universidade de Estocolmo e conselheira cultural na Embaixada de Portugal, viveu anteriormente nos Países Baixos e Chile. Tem particular interesse pelos cruzamentos artísticos entre imagem, movimento e texto, quer no campo da docência e investigação, quer no campo da criação.

É artista multimédia e pesquisadora; Doutora em Artes (UERJ) e Filosofia (PUC-RJ); Mestre em Estética e Filosofia da Arte (UFF); Licenciada e Bacharel em Artes Plásticas (ESAD. CR). Publicou "Alguns Mundos" (Ed. Urutau, São Paulo, 2019). É professora convidada no Curso de Artes Visuais da Escola de Arquitetura da Universidade do Minho.

É doutorando em Estudos Literários, Culturais e Interartísticos na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Encontra-se a desenvolver uma tese em torno das obras de Fernando Lemos, Rui Nunes, Manuel Gusmão e Luís Quintais. É investigador do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa e membro da equipa editorial da Revista Interartes SKHEMA.

Voltar ao Topo